Instituição

Transformações e desafios
Agir é preciso!

O mundo e o Brasil, de modo geral, e a Igreja, de modo particular, nos últimos anos vêm enfrentando desafios e questões sociais de toda ordem, principalmente diante de uma crescente pauperização, com indicadores verdadeiramente alarmantes, diante da famigerada “globalização”. Esta que revelou ao mundo a atual crise econômica, que exportou para os países subdesenvolvidos e em desenvolvimento a “novidade” das enormes e impagáveis dívidas externas, que, por um lado, contribuem para reduzir os déficits das “potências imperiais”, por outro, comprimem a expansão econômica dos países “pobres” e dificultam o crescimento de políticas sociais adequadas às necessidades dos setores populares. É óbvio que a pobreza cresceu e está crescendo em nosso país (mais de 50 milhões de brasileiros “vivem” praticamente na miséria total), bem como, que entre as necessidades sociais e os recursos destinados a atendê-las existe um enorme abismo, o qual tende a alargar-se progressivamente.

É no contexto destas dificuldades e flagelos (destruição do meio ambiente, explosão populacional, narcotráfico, proliferação de doenças, instabilidade dos mercados financeiros, aumento da pobreza, desemprego, violências, explorações e exclusões), dos desafios, das profundas e rápidas transformações que afetam, indistintamente, toda a sociedade brasileira, que se encontra o membro da Igreja Presbiteriana do Brasil, sendo chamado e desafiado ao cumprimento integral da Grande Comissão de Jesus Cristo. Trata-se da necessidade urgente de uma tomada de consciência, de verdadeiramente querer ser “Sal e Luz” nestas terras convulsionadas pelas flagrantes injustiças sociais.

A despeito das dificuldades e ainda muito aquém das nossas potencialidades, a IPB tem experimentado um salutar despertamento em direção ao cumprimento de sua responsabilidade social. Já são mais de 500 entidades operantes e eficientes; mais de 1000 projetos nas áreas de: Combate à pobreza; Políticas Sociais — Direitos humanos e Ambientalismo; Gestão social — Planejamento; Capacitação; Assessoria; Recursos Humanos e “Fund-Raising“. Inúmeros programas nas áreas de Atenção à Educação e Saúde; Complementação de Renda; Geração de Empregos; Erradicação do trabalho Infantil, etc. Obras e Ações em todos os Estados do Brasil. Mais de 300 leitos hospitalares, com média de 4.400 atendimentos por mês; mais de 210 escolas ensinando com eficiência e qualidade; cerca de 115.000 alunos da pré-escola à pós-graduação; inúmeras classes de alfabetização de jovens e adultos; e, campanhas emergenciais, mutirões e clínicas de curta duração.

Contudo, diante da gravidade da crise e da urgência de enfrentar os seus efeitos e causas, o despertamento total da Igreja, em especial, os Concílios da Igreja, torna-se condição indispensável para o cumprimento integral da missão da Igreja. Se a Igreja Presbiteriana do Brasil perder a capacidade de indignar-se e de reagir diante dos problemas e das injustiças que afetam os setores vulnerabilizados, certamente, estará mais perto da esterilidade e da alienação do que do cumprimento integral de sua sublime missão.

Igreja Presbiteriana do Brasil, agir é preciso! É tempo de fazer com amor para fazer diferença. 


Competências Regimentais:
O Artigo 2º do Regimento Interno diz que compete ao CAS - IPB:

·         Cadastrar todas as instituições de Ação Social, que sejam propriedades da Igreja Presbiteriana do Brasil, de um Presbitério, Sínodo ou da Igreja local, ou por eles dirigidos.

·         Promover encontros periódicos dos diretores destas instituições ou de seus representantes para: intercâmbio de experiências, inspiração recíproca, debate de problemas afins e sugestões de respostas.

·         Promover meios e modos de ampliar estes serviços, estendendo-os especialmente às regiões mais carentes.

·         Coordenar a assistência emergencial da Igreja Presbiteriana do Brasil a irmãos atingidos por catástrofes regionais.

·         Assessorar os Presbitérios na prestação de assistência aos pastores jubilados e às viúvas de pastores carentes.

·         Diligenciar junto às Igrejas locais, Presbitérios e Sínodos para que os espaços ociosos dos templos presbiterianos sejam ocupados com projetos sociais.

·         Elaborar projetos sociais, que possam ser executados por Igrejas locais, Presbitérios e Sínodos, e criar mecanismos de divulgação e incentivo à execução dos mesmos.

·         Supervisionar as instituições de Ação Social, às quais a IPB vota recursos.

·         Assessorar Igrejas, Presbitérios e Sínodos, na elaboração de seus projetos de Ação Social.

·         Assessorar Igrejas, Presbitérios e Sínodos, na obtenção de recursos e parcerias com os governos Municipal, Estadual e Federal.

PROPOSTAS PARA 2015

  • Continuaremos focando nossas atividades, nas cinco áreas que julgamos de extrema importância, a saber:

- Assessoria/Supervisão;
- Fomento, Parcerias e Promoções;
- Recadastramento das Entidades Presbiterianas;
- Alfabetização e Evangelização de Jovens e Adultos;
- Pastores jubilados e viúvas de Pastores.

1. Assessoria aos Projetos Presbiterianos de Ação Social;
2. Realização dos Congressos e mini-congressos de responsabilidade social, a busca de parcerias
para a realização e implementação dos projetos e as representações devidas;
3. Criação de Comissões para Emergências nomeadas pelos Sínodos, bem como elaboração de
Cartilha de orientação sobre o assunto;
4.Cadastramento e Recadastramento dos Projetos Presbiterianos de Ação Social, visando a criação
de uma 'Rede de Entidades Sociais Presbiterianas;
5. Cadastramento de Pastores jubilados e viúvas de Pastores em parceria com Presbitérios e
Sínodos;
6. Apoio total ao projeto “Alfabetização que Transforma: Construindo Cidadania através da
Alfabetização e Integração Social”;
7. Parceria com o Projeto Casa do Aconchego de Apoio à Pacientes do Hospital das Clínicas de São
Paulo - SP; visando a otimização do mesmo;
8. Continuidade na parceria com a Diaconia do Projeto piloto de Poços Semi artesianos em região de
Seca no Nordeste (Carnaíba e Iguaracy - PE)

 

Diretoria do CAS-IPB

Presidente: Presb. Clineu Aparecido Francisco
Sec.Exec.: Rev. Mariano Alves Junior
Tesoureiro: Presb. Alcenair Nobre Costa

 

Nº de usuários online

Temos 13 visitantes e Nenhum membro online


ACONTECEU>>>>>

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8
  • 9
  • 10
Prev Next
 

Endereço:

           Praça Souto Filho, 686 , Heliópolis - Garanhuns - PE                      

CEP: 55296-120

Telefones: (0xx87) 37611997

Email: secretariaexecutiva@casipb.com.br

 

 

>>FORMULÁRIO FALE CONOSCO<<

 

 

 

 


 

 

 



Todos os direitos reservados ao CAS/IPB.
Desenvolvimento - HC Comunicação